segunda-feira, 8 de julho de 2013

Alteração de documentos - Virando Mrs. Guerra oficialmente

Hoje comecei a sessão de mudar os documentos para o nome de casada. Gente, quanta burocracia. Vejamos os documentos a serem alterados:

- RG: cada estado tem seu próprio órgão emissor. No Paraná é a Secretaria de Segurança Pública. No site é possível agendar a data para atendimento no posto mais próximo. Consultando hoje, as datas disponíveis eram todas a partir de 08/08 (daqui a um mês). Escolhi 21/08, a primeira disponível no posto de atendimento mais próximo do meu trabalho (os demais são muuuuuuuuito longe).
No caso específico desse posto de atendimento (Posto 02, João Negrão, 246), não é necessário levar foto (eles tiram lá). Nos demais é preciso levar 2 fotos 3x4, sendo pelo menos uma necessariamente preta e branca, própria para RG. Levar também a Certidão de Casamento, o CPF (ou documento que tenha o número do CPF) e comprovante de residência (opcional).
De acordo com o site, o valor da taxa de 2ª via com retificação de dados é de R$ 25,11 (vinte e cinco reais e onze centavos). A guia para pagamento é emitida no Posto de Atendimento e pode ser paga nas agências do Banco Itaú, Banco do Brasil e Bradesco, e o próprio banco comunica o pagamento à SSP (não é necessário retornar ao posto de atendimento para levar o comprovante de pagamento). 
Pelo site não consegui descobrir quanto tempo leva para ficar pronta. Assim que tiver essa informação, atualizo aqui.

UPDATE: hoje fui pessoalmente ao posto de atendimento da Polícia Civil da Rua João Negrão, que fica dentro (no 1º andar) do posto do Detran. Consegui ser atendida na hora. Fiz a solicitação, tirei as fotos (lá mesmo) e as digitais, e recebi a guia para pagamento (mencionada acima). Cinco dias úteis após o pagamento, é só voltar lá para buscar a carteira de identidade. Mas atenção: tive sorte de ser atendida na hora (acho que a moça foi com a minha cara). Cheguei lá meio dia e pouco e fui atendida imediatamente. Três pessoas chegaram logo depois de mim e a mesma pessoa que me atendeu disse a elas que era preciso fazer o agendamento pela internet ou então chegar lá até no máximo 9h da manhã. 

- CPF: esse é bem fácil. Basta comparecer a uma agência do Banco do Brasil, da Caixa Econômica ou dos Correios. Vá até o caixa e peça para pagar a taxa de regularização do CPF (R$ 5,70). Vão pedir um documento de identidade.
Depois disso, vá ao atendimento com o comprovante de pagamento, documento de identidade com foto, título de eleitor, documento contendo o CPF e, de preferência, comprovante de residência. A modificação é feita na hora e você imprime sua certidão do CPF pelo site da Receita Federal.

- CNH (Carteira Nacional de Habilitação): varia conforme o Detran de cada estado. Aqui no Paraná, é preciso documento de identidade, certidão de casamento, CPF e a CNH (todos originais) e pagar uma taxa. 
Percebi hoje (gênia) que minha CNH está vencida desde abril. Pensei comigo, muito faceira, que iria até lá renová-la e já aproveitaria para fazer a retificação dos meus dados de identificação. Contudo, telefonei para o atendimento para saber os documentos necessários e o custo, e me informaram que só posso retificar meus dados quando já tiver meu RG novo. Brincadeira, né? Então preciso renovar minha Carteira, ao custo módico de R$ 106,29 (cento e seis reais e vinte e nove centavos) e depois de pronto meu RG com o nome de casada, voltar ao Detran para fazer outra Carteira, dessa vez ao custo de R$ 60 e poucos reais (até esqueci de anotar, tamanha foi a revolta quando ouvi isso).

- Passaporte: como meu passaporte ainda está dentro da validade (até 2015), posso utilizá-lo apresentando a certidão de casamento. Quando o meu estiver para vencer, será preciso requerer a emissão de um novo documento no site da Polícia Federal. Como consta no site: "Não há renovação nem prorrogação de passaporte, se o seu está com prazo de validade expirado ou prestes a expirar e você deseja obter um novo documento de viagem, serão exigidos TODOS os documentos originais relacionados e você deverá solicitar a emissão no próximo passo". Os passos, bem detalhados no site, são: verificar a documentação necessária; requerer a emissão do passaporte (após a inclusão dos dados, será gerada a GRU); pagar a GRU; agendar o atendimento (o agendamento não é necessário em todas as unidades de atendimento, é preciso verificar); comparecer ao posto do Departamento da Polícia Federal na data agendada, com a documentação original exigida, a guia GRU paga e o protocolo da solicitação. Não é necessário levar foto (eles tiram lá). O valor atual da taxa de emissão é de R$ 156,07 (cento e cinquenta e seis reais e sete centavos).

Obs.: se após a emissão do novo passaporte, você ainda tiver VISTOS dentro do prazo de validade, deve viajar com o passaporte antigo (onde está o visto), o novo, e a certidão de casamento.

- Título de eleitor: segundo a Carta de Serviços ao Eleitor, do site do TRE-PR (para outros estados, consultar o Tribunal respectivo):
"PARA QUEM PERDEU/DANIFICOU, OU PRECISA ATUALIZAR OS DADOS (NOME, ENDEREÇO, LOCAL DE VOTAÇÃO, ETC.)
- carteira de identidade, carteira de trabalho, certidão de nascimento ou casamento, carteira profissional, ou outro documento de identificação oficial com foto (não sendo aceito o passaporte cujo modelo não contém dados de filiação).
- comprovante de residência atual , a exemplo de contas de água, luz ou telefone.
* Para alteração dos dados pessoais, deve ser apresentado documento que comprove a alteração (Ex.: certidão de casamento, nova identidade, etc.)".

- No caso das advogadas, como eu, a Carteira da OAB. Aqui na OAB/PR o processo foi rápido e simples: levei a Certidão de Casamento, paguei uma taxa de R$ 30,00 e fiz a solicitação. Em cerca de 30 dias devo receber a carteira nova.

Preciso ainda fazer a modificação dos meus dados cadastrais nos seguintes lugares:

- Bancos;
- Plano de saúde;
- Companhias de cartões de crédito;
- Seguros;
- Previdência privada.

O negócio é fazer isso tudo o mais rápido possível, para evitar transtornos se eventualmente precisar de algum documento com urgência e ele não estiver atualizado ainda. Mãos à obra!

2 comentários:

Luh disse...

é mta burocracia,eu optei por não mudar o sobrenome pra não ter esse trabalhão também rs,o noivo que não curtiu mto rs


Bjão

Oksana disse...

Luh, eu te entendo perfeitamente! Se não fosse tão importante para mim assumir esse nome, em razão da minha história pessoal de vida, eu também não passaria por todo esse trabalhão, rs!
Beijos!